Por que as Cidades precisam investir em Place Branding para se Diferenciar?

Por que as Cidades precisam investir em Place Branding para se Diferenciar?

O Brasil terá, até 2030, mais de 90% da sua população vivendo em cidades. Esse número por si só já apresenta a complexidade que as cidades devem enfrentar nas diversas esferas do planejamento, mas reforçam a necessidade de investir em processos de diferenciação por parte dos gestores para que a cidade possa reiterar os seus
diferenciais para os diversos públicos que se relacionam com ela.

O processo sistemático de identificar, desenvolver e comunicar as características de uma cidade ou região torna-se, diante do exposto, uma questão importante para o seu desenvolvimento já que busca sensibilizar as pessoas para que tenham sentimentos positivos relacionados a determinado lugar. Além disso, cidades que tenham uma imagem destacada diante das demais são capazes de reter os talentos, empresas e em diversas situações criar movimentos que auxiliam no seu desenvolvimento de médio e curto prazo.

Para Reibstein (2016), no mundo empresarial já é fato consumado que as empresas precisam se preocupar com a maneira como elas são percebidas pelos seus consumidores. Esse tipo de pensamento é agora extendido para as cidades que percebem no branding a possibilidade de melhorar os seus resultados enfatizando os seus pontos positivos e consequentemente analisando os pontos que precisam ser melhorados. De qualquer maneira, esse esforço não pode ser um simples plano de comunicação mostrando atributos irreais/inexistentes. Assim como no mundo empresarial, os consumidores possuem acesso para comprovar o que está sendo apresentado e quando a “promessa” apresentada no plano de comunicação é
quebrada os efeitos negativos são, na maioria das vezes, irreversíveis.

O marketing das cidades sempre teve uma relação estreita com a área do turismo, ou seja, cidades que queriam desenvolver suas características turísticas investiam em comunicação na tentativa de trazer novos visitantes e gerar renda para esse setor. Atualmente, porém, as cidades passam a competir entre si não só por turistas, mas por novos alunos para suas universidades, novas empresas que poderiam se instalar ou novos moradores para incrementar o consumo. Além disso, é notável que determinadas regiões/países são reconhecidos por determinados aspectos que as diferenciam e por esta razão utilizar essas características para fortalecer a imagem da cidade e gerar crescimento econômico é fundamental.

Deste fenômeno surge a necessidade da utilização de processos de Branding, mais especificamente Place Branding, para que se possa entender e propor maneiras eficazes de apresentar para os moradores atuais da cidade e para as pessoas/organizações que se relacionam com ela quais são as características que a diferenciam com vistas a criar ou fortalecer laços duradouros. Deste modo não só os atuais moradores da cidade tendem a criar uma espécie de orgulho pelo local onde vivem e/ou trabalham, mas também tornam-se integrantes do projeto de expansão da imagem que se quer difundir.

Receba Novidades por E-mail!

Inscreva-se e receba por e-mail novos conteúdos do Blog.

Quero me cadastrar na lista do Blog do Zanatta

Eu nunca vou repassar seu e-mail para outra pessoa. Você pode cancelar o envio a qualquer hora.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *