A difícil (mas necessária) missão de focar no Longo Prazo

A difícil (mas necessária) missão de focar no Longo Prazo

Focar em estratégias de longo prazo continua sendo o melhor caminho para levar as organizações a um futuro promissor. Esta frase pode parecer clichê, mas se considerarmos a quantidade de empresas que ainda focam no curto prazo para agradar grupos de acionistas ela soa como um pequeno e importante lembrete.

A visão de longo prazo deve ser cultivada por todos dentro da organização, sendo esta uma das grandes diferenças entre as empresas familiares e empresas de capital aberto. Enquanto as empresas familiares buscam estratégias de perpetuidade para que o futuro seja ainda melhor algumas empresas de capital aberto focam apenas em estratégias de curto prazo para garantir o bônus do final do ano. No entanto, o custo dessas práticas normalmente envolve diminuição de investimentos em estrutura ou em pesquisa e desenvolvimento, movimentos importantes para aqueles que desejam estar bem posicionados no longo prazo.

O que alguns líderes em determinados momentos não percebem é que a pressão pelos resultados de curto prazo normalmente vem de grupos minoritários dentro da composição acionária. Ou seja, são grupos “barulhentos”, mas que (normalmente) não detém o poder de decisão. Desta forma, conforme artigo da Wharton, no momento que os líderes empresariais perceberem que estão prestes a sofrer pressões por resultados de curto prazo em detrimento de resultados de longo prazo é necessário fazer uma pesquisa no quadro acionário da empresa para verificar quem são os demais sócios. Muitas vezes grandes posições acionárias estão nas mãos de fundos que investem mirando o longo prazo e por esta razão estreitar o relacionamento e informar dos planos da companhia é uma estratégia interessante para manter a empresa nos trilhos, evitando os tradicionais desvios/atalhos.

Ter uma visão no futuro é entender quais são as atitudes que precisam ser tomadas no presente.

Focar no longo prazo não significa continuar a fazer o que já fazemos, mas ter uma atenção profunda e vigilante aos movimentos do mercado para que se possa agir no tempo certo e garantir o sucesso da organização lá na frente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *